Você consegue se orgulhar da sua “melodia”?

Olá! Como vaí?


Hoje, vamos falar sobre a importância da “melodia torta” no aprendizado do inglês e sobre o orgulho de produzi-la. Para quem já conhece o nosso método de estudo, o Programa Como Cruzar a Ponte, sabe do que estamos falando. A melodia torta é uma analogia que fazemos com a nossa forma de expressão em inglês, de acordo com o nosso nível de conhecimento. Assim como no aprendizado da música, nós precisamos de muita prática para chegarmos ao virtuosismo. Sabemos que nosso inglês não fica fluente e perfeito da noite para o dia, mas, quando chega no passo 4, que é a prática propriamente dita, falta-nos autoconfiança para começarmos a nos expressar no novo idioma.


Desde o início do aprendizado, nós, adultos, temos a tendência de criar uma expectativa inatingível em relação à fluência. Algumas pessoas demoram muito para começar a se expressar, por receio do julgamento do outro em relação aos seus erros. Só que, para que nosso inglês fique fluente e inteligível, como o de um nativo, é preciso muita prática e muita tentativa e erro. E lembre-se de que até mesmo o nativo costuma errar e que, da mesma forma que nos esforçamos para entendê-lo, ele também fará o mesmo para nos entender, ainda que nossa comunicação fique meio truncada, a princípio.


Em resumo, precisamos produzir melodias tortas de início, para que, um dia, ela fique redondinha. E isso é um processo contínuo, mesmo depois de já termos um grande conhecimento do idioma. O aprimoramento constante é algo que deve estar sempre no nosso processo de aprendizado. Um bom exemplo disso é que, até hoje, na hora de falar no grupo de prática, eu e o Eduardo, não raramente, gravamos e abortamos o envio da mensagem de áudio algumas vezes, antes de efetivamente enviar o registro definitivo. É… conosco também acontece! E essa é uma prática excelente porque nos dá a chance de percebermos o quanto nossos pensamentos em inglês fluem melhor dia após dia!

Portanto, orgulhe-se da sua melodia, ainda que seja torta. Se não nos orgulharmos do fato de conseguirmos produzir em inglês, mesmo que com alguns errinhos, ela vai ficar torta para o resto da vida. Ao passo que, quanto mais produzirmos e praticarmos, mais redondinha ela ficará.


Agora vem uma pergunta: você consegue se orgulhar da sua “melodia”?

Abraços

Anna Priscilla

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *